Qualificação é a principal preocupação das empresas de turismo

As empresas brasileiras do setor de Turismo estão cada vez mais focadas na qualificação de seus produtos e serviços. A conclusão é do Estudo de Competitividade das Micro e Pequenas Empresas do Turismo Brasileiro, realizado pelo Sebrae em parceria com a Confederação Nacional do Turismo, que comprova que essa iniciativa aumento a competividade dos empreendimentos no mercado.

O estudo revela que entre as três estratégias que as empresas de turismo pretendem adotar para ampliar a sua competitividade, 62% das empresas escolheram a melhoria da qualidade dos serviços e produtos como a principal estratégia a ser desenvolvida. O investimento na capacitação dos profissionais foi a segunda opção mais votada, com 40% das preferências, seguida pelo estimulo à inovação, com 37%.

Iniciativas de capacitação e o treinamento dos colaboradores são mais difundidas na Região Nordeste, onde 31% das empresas promovem com frequências cursos de qualificação. Nas regiões Norte e o Centro-Oeste, este índice foi de 20%. O Sul e o Sudeste brasileiro atingiram 19% e 11%, respectivamente. Entre os tipos de empresas do setor turístico monitoradas, as agências e operadoras de viagem destacaram-se com o índice de 41% na alta utilização da capacitação de seus profissionais.

O Nordeste também é a região com o maior índice de profissionais com mais de 12 anos de estudo, 25%. O Centro-Oeste ficou na segunda posição (24%), seguido pelo Sul (19%), Norte (16%) e Sudeste (10%).

PRONATEC – A qualificação dos profissionais que atuam no Turismo é uma das preocupações do Ministério do Turismo. Entre as matriculas realizadas no período de 2011 a 2015 para o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), 400 mil foram para cursos do Pronatec Turismo. Para 2016, o governo federal disponibilizou, por meio do programa, dois milhões de vagas para cursos técnicos e de qualificação profissional.

A qualificação dos profissionais do setor também faz parte da preparação do Brasil para a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, em agosto. O Ministério do Turismo prevê acapacitação de mais de 10 mil pessoas para melhoria do serviço e atendimento aos turistas. Os profissionais serão treinados em idiomas, segurança alimentar e qualidade no atendimento.

ESTUDO – O Estudo de Competitividade das Micro e Pequenas Empresas do Turismo Brasileiro foi desenvolvido por meio do monitoramento dos desafios e estratégias utilizadas por 1,4 mil empresas do setor turístico nas cinco regiões brasileiras, no anos de 2014 e 2015.

Fonte: Portal do Ministério do Turismo

Deixe uma resposta