Pesquisa avalia o efeito positivo das viagens

A momondo, buscador de passagens aéreas e reservas de hotéis, realizou um estudo global para entender o efeito que as viagens provocam na vida das pessoas. De acordo com a pesquisa, aqueles que viajam com frequência se tornam mais abertos às diferentes culturas e tendem a ter mais confiança nos outros indivíduos.

O levantamento revela que, para 76% das pessoas, as viagens trouxeram uma visão mais otimista sobre diferenças e diversidade. A mesma porcentagem acredita que passou a olhar de maneira mais favorável para outras culturas, em geral. Já 75% afirmaram que a forma como veem os indivíduos dos lugares que visitaram se tornou mais positiva.

Entretanto, na avaliação de 48% dos respondentes, hoje em dia as pessoas são menos tolerantes com as diferenças do que há cinco anos. Mas 61% acreditam que se as pessoas viajassem mais, haveria menos intolerância.

No estudo, intitulado “O Valor das Viagens”, foram entrevistadas mais de 7,2 mil pessoas. No total, 18 países participaram, entre eles Brasil, Austrália, China, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Itália, México, Noruega, Portugal, Rússia, África do Sul, Espanha, Suécia, Turquia, Reino Unido e Estados Unidos.

A receptividade brasileira é famosa em todo o mundo e pôde ser comprovada estatisticamente na pesquisa. A maioria dos brasileiros, 82%, já fez novos amigos durante as viagens, índice maior se comparado à média global, de 67%. Quando questionados se já viajaram com o objetivo principal de conhecer pessoas de outras culturas, 50% dos brasileiros responderam que sim. Considerando a média global, esse número foi de 30%.

Ao mesmo tempo em que são bastante abertos às outras culturas, os viajantes brasileiros mantêm fortes raízes com os próprios costumes. Prova disso é que, dos entrevistados, 88% se enxergam como cidadãos do mundo, porém 87% também se vêem como parte de sua comunidade local.

Fonte: Blog e-Turismo | Tribuna do Norte

Deixe uma resposta