Segundo o historiador e folclorista Luís da Câmara Cascudo, a origem do nome Natal pode estar ligada ao seguinte fator:

Em 25 de dezembro de 1597, Manoel de Mascarenhas Homem, aportou com sua esquadra na foz do Rio Potengi. Ele tinha como objetivo ocupar, em nome de Portugal, uma região então denominada por corsários franceses e índios hostis. A primeira providência foi construir uma fortificação, denominada Forte dos Reis Magos e entregar o comando das operações terrestres a Jerônimo de Albuquerque.

A Fortaleza dos Reis Magos, no encontro das águas do mar e do Rio Potengi, cuja construção se iniciou em 6 de janeiro de 1598, dia consagrado aos Santos Reis, é o marco do início da formação do núcleo populacional de Natal.

A ocupação total somente se deu dois anos depois, após embates contra os franceses e articulações com os indígenas. Em 25 de dezembro de 1599, Jerônimo de Albuquerque, fundou a Cidade de Santiago, posteriormente rebatizada como Natal. A coincidência entre as datas do desembarque da expedição e da fundação da cidade, ambas no dia 25 de dezembro, dia do nascimento de Cristo, justifica a escolha do nome – Natal.