Centro de Convenções recebe workshop sobre a importância do turismo de eventos

O Natal Convention Bureau realizou no dia 30 de julho, no auditório Fernando Paiva do Centro de Convenções de Natal, o workshop “A importância do Centro de Convenções e do Natal Convention Bureau para o Turismo de Eventos”. A ação teve parceria com Empresa Potiguar de Promoção Turística (EMPROTUR) e a Secretaria de Turismo do Estado (SETUR). Estiveram presentes toda equipe operacional do Centro de Convenções, representantes da Emprotur e o Conselho Curador do Natal CVB.

“Pensando nesse potencial e em como aprimorar o fluxo de comunicação entre os segmentos do turismo de eventos, vamos realizar essa capacitação, que é de extrema importância e uma grande oportunidade para o ramo de eventos, dada atual ampliação do Centro de Convenções de Natal e ao mesmo tempo compartilhar experiências quanto a extrema relevância no trato ao cliente e a sua respectiva agenda de eventos.”, destacou o presidente executivo do Natal Convention, Francisco Barbosa de Albuquerque.

Além do presidente do NCVB, que abriu o evento, também fizeram suas considerações o presidente da Secretaria Estadual de Turismo (Setur) Manuel Gaspar, o presidente da  Emprotur Rogério Pessoa e o diretor da Fundação José Augusto, Amaury Júnior. O gerente executivo do NCVB, Leonardo Nunes, deu continuidade  à programação, enfatizando a importância do segmento para a economia local, identificando pontos positivos e negativos dos principais concorrentes do destino Natal e promovendo o debate a respeito das melhorias que podem ser realizadas no operacional do Centro de Convenções. O workshop também contou com a exposição e degustação dos produtos do Comercial de Laticínios de Natal (CLAN), que foi parceira nesse evento.

Natal e o turismo de eventos

Nos últimos anos, Natal vem sendo apontada como uma das cidades do país com maior potencial para exploração do segmento MICE (Meetings, Incentives, Conferences, and Exhibitions – Encontros, Incentivos, Conferências e Feiras) devido à sua capacidade técnica para receber eventos corporativos, típicos de baixa estação, que garantem a ocupação dos hotéis e giram a cadeia produtiva do turismo durante o ano inteiro.

O volume de recursos movimentado pela indústria de eventos no Brasil mais que quintuplicou em 12 anos. Estudo inédito contratado pelo Sebrae em parceria com a Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC Brasil) revela que esse segmento movimentou R$ 209,2 bilhões em 2013, o que representa uma participação do setor de 4,32% do PIB da economia brasileira.

Desde companhias aéreas até contratações de recepcionistas, serviços em restaurantes, receptivos, taxis, shoppings, toda a economia é impactada com o turismo de eventos, que de acordo com estudos realizados, injeta o triplo de verbas na cidade a mais que o turismo convencional.

Além da rede hoteleira que possui mais de 30 mil leitos, Natal também conta com espaços para eventos em diversos formatos e após a conclusão da reforma do Centro de Convenções, prevista para novembro deste ano, a capacidade total do Centro passará de 6 para 12 mil pessoas, abrindo portas para eventos médicos e técnicos-científicos de grande porte.

                                                                                           ………

(Foto: Cristina Lira)

 

 

 

Deixe uma resposta