Avianca e Embratur firmam parceria para promoção do Brasil no exterior

Fonte: Mercado & Eventos

Na manhã desta terça-feira (19) a Avianca Internacional e a Embratur se reuniram em Brasília para apresentar sua campanha em conjunto para promoção do Brasil no exterior. A ação faz parte de um acordo de intenção de trabalho assinado durante a Anato 2016, em Bogotá. A campanha denominada “Déjate encantar por Brasil” está focada em oito mercados: EUA, Colômbia, Peru, Equador, México, Costa Rica, El Salvador e Guatemala.

Segundo Ian Gillespie, diretor da Avianca Internacional no Brasil, a companhia está com 20 mil assentos disponíveis nesses mercados com tarifário 30% mais baratos para o Brasil, com conexão nos hubs de Lima e Bogotá. A promoção é válida até 29 de julho para os 12 destinos brasileiros atendido pela Avianca para viagens até dezembro para turistas norte-americanos e novembro para os da América Latina.

A promoção tem o apoio da Embratur e é feita por meio dos parceiros da companhia nos países citados. “Além da campanha, faremos ainda visitas e workshops em todos os mercados de interesse para a companhia para dar continuidade ao trabalho de promoção e marketing”, explicou. De acordo com Gillespie, essas ações fazem parte da estratégia da política de integração das Américas da Avianca.

Para Vinícius Lummertz, presidente da Embratur, a parceria público privada é de extrema importância para a continuidade da divulgação do Brasil no exterior. “A abordagem da Avianca é muito inteligente e o número de países conectados por seus hubs ao Brasil é um benefício muito grande que vai além do turismo”, comentou. Segundo ele, o fluxo de pessoas trazidos pela Avianca cria estabelece um caminho para oportunidades e futuros negócios entre os países a partir das conexões.

Gillespe ficará em Brasília para participar nesta quarta-feira (20) para a reunião do Fornatur. De acordo com Lummertz, o objetivo é que a companhia ouça as demandas dos estados e o interesse deles em participar da campanha com a Embratur. Segundo o presidente, a ideia é que outras campanhas possam ser desenvolvidas.

Deixe uma resposta